Raízen oferece curso gratuito de Mecânica Automotiva em Mirandópolis

Inscrições deverão ser realizadas na própria sede da Prefeitura do município entre os dias 11 e 13 de março

Mirandópolis, 11 de março de 2019 - A Raízen, maior produtora de açúcar e etanol do Brasil, em parceria com o SENAI, irá promover um curso profissionalizante gratuito de Auxiliar de Mecânico Automotivo em Mirandópolis, entre os dias 18 de março e 12 de abril de 2019.

Serão 16 vagas para maiores de 18 anos e com ensino fundamental completo. Para participar do processo seletivo, os interessados (as) deverão comparecer na Prefeitura de Mirandópolis (Rua das Nações Unidas, 400, Centro, Mirandópolis/SP), entre os dias 11 e 13 de março - das 8h às 11h ou das 13h às 16h -, portando documento de identidade, CPF, histórico escolar e comprovante de residência.

O curso irá desenvolver habilidades em manutenção e inspeção de sistemas automotivos, gestão de recursos utilizados nos processos produtivos e de manutenção e produção de veículos automotores, atendendo às normas e aos padrões técnicos de qualidade, saúde, segurança e meio ambiente. Após a realização do curso, os alunos e alunas receberão um certificado de conclusão emitido pelo SENAI.

Para Marina Machado, Operadora de Máquinas da Raízen, os cursos profissionalizantes ajudam no desenvolvimento de competências. “Quanto maior a participação em cursos, melhor preparadas as pessoas estarão para exercer suas atividades”, afirma. De acordo com Claudinei Matias, que também opera máquinas na companhia, a capacitação profissional pode ser um impulsionador de carreira, do nível operacional ao técnico. “Essas oportunidades desenvolvem talentos individuais que serão aplicados no dia a dia, reforçando a importância de cada um na geração de resultados e excelência”, explica.

Serviço

Local: Prefeitura de Mirandópolis

Endereço: Rua das Nações Unidas, 400, Centro | Mirandópolis - SP

Data de inscrições: 11, 12 e 13/03

Horário: das 8h às 11h e das 13h à 16h

Sobre a Raízen

A Raízen é uma empresa integrada de energia que atua em todas as etapas do processo, desde o cultivo da cana, com a produção de açúcar, etanol e bioenergia, até a comercialização, logística e distribuição de combustíveis, tão essenciais no dia a dia das pessoas e dos negócios.

Conta com um time de 29 mil funcionários, que trabalha todos os dias para crescer junto com a companhia e gerar soluções sustentáveis que contribuam para o desenvolvimento do país, como a produção de bioeletricidade e etanol de segunda geração a partir do bagaço da cana.

No Brasil, é líder na produção de açúcar, etanol e bioenergia - com 860 mil hectares de áreas agrícolas cultivadas - e uma das maiores no setor de combustíveis, com cerca de 6.400 postos da marca Shell – além de cerca de 950 lojas de conveniência Shell Select. Destaca-se como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das maiores em faturamento no país, com R$ 86,2 bilhões na safra 17/18.

São 26 unidades produtoras que produzem cerca de 2,0 bilhões de litros de etanol por ano e 4,2 milhões de toneladas de açúcar. E conta também com uma capacidade instalada para produzir 1GW de energia elétrica a partir do bagaço da cana, comercializando anualmente 3,9 TWh de energia.

Comercializa a cada ano aproximadamente 25 bilhões de litros de combustíveis para os segmentos de transporte, indústria e varejo, operando em todas as regiões do país por meio de 68 bases de abastecimento em aeroportos e 68 terminais de distribuição de combustível.

A Fundação Raízen desenvolve uma relação sustentável e cooperativa com as comunidades vizinhas às suas unidades, tendo beneficiado mais de 13 mil alunos e 4 milhões de pessoas, oferecendo qualificação profissional, educação e cidadania.

Na Argentina, onde começou a atuar em 2018 com a compra dos ativos de downstream da Shell, a Raízen comercializa aproximadamente 6 bilhões de litros de combustíveis por ano, incluindo uma rede com 665 postos Shell, uma refinaria, uma planta de lubrificantes, três terminais terrestres, duas bases de abastecimento em aeroportos e ativos de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo).

Raízen nas redes sociais